CALENDÁRIO DE CURSOS 2017

Cursos para Assessores de Eventos Sociais em 2017 em São Paulo:

Cursos para Assessores de Eventos Sociais:

18.03.17 (Sábado) – São Paulo

08.04.17 (Sábado) – Belo Horizonte

14.04.17 e 15.04.17 (Sexta –feira e Sábado) – Cuiabá

29.04.17 (Sábado) – Rio de Janeiro

08.05.17 (Segunda-feira) - Palestra com Adriana Gunther & Katia Cardoso do Básico ao Avançado

Cursos para Assessores –Especialização em Casamento Homoafetivo:

19.03.17 (Domingo) – São Paulo

Outras datas de São Paulo e demais Estados, ainda sem programação!

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Especial casamentos: as festas viraram grandes produções; dicas para não errar e tendências

Adoro entrar no site gnt.globo.com tem muitas matérias de casamentos.
Outra matéria super importante deste site:

O casamento é um show ao vivo sem ensaio. A frase, escutada por um dos clientes de Roberto Cohen, o cerimonialista das estrelas, é emblemática. E para que não saia nada errado neste espetáculo, a decoração e as flores são essenciais. Se as noivas não abrem mão do branco para casar, na hora da festa elas esquecem as recepções clássicas de décadas atrás. 
Dos anos 80 pra cá, os casais passaram a assinar os cheques da própria festa. Assim, querem realizar todos seus desejos numa noite só. “As recepções viraram verdadeiras baladas. Como o investimento é alto, os noivos querem aproveitar ao máximo o momento”, diz Cohen, que é responsável pelos casórios de famosas como Carolina Dieckmann, Kelly Key, Zeca Pagodinho e o mais falado casamento de 2008, o de Juliana Paes (com ele, na foto de Renata Xavier).  “Ela me deu liberdade total para dirigir o espetáculo”.
O cerimonialista defende que a festa imprima a personalidade do casal. E a cenografia é a estrutura que vai definir a “cara da festa”: de detalhes à escolha dos móveis ou temas. “É preciso ter um elo emocional e fazer parte do universo cultural das pessoas, porque os modismos são passageiros”, opina.

Mais: para não errar no bufê

Dependendo da complexidade do sonho de cada um, o preço da decoração pode variar entre R$ 150 mil a R$ 700 mil, muitas vezes entra na casa dos milhões, quando a estrutura é feita do zero. O de Priscila Szafir, irmã de Luciano, começou com um terreno vazio de mil metros quadrados. “Só de toldos foram gatos 800 m². Foram 40 dias de preparação. Na organização a preocupação ia de carros-pipas até autorização do Ibama para realizar a festa na Praia Rasa, em Búzios. Festas de casamento não são só glamour”, comenta. Atenção: na hora de contratar um profissional, peça pelo seu “book”. É preciso ver o que ele concretizou e não o que prometeu verbalmente. 

Dicas
Roberto revela a conta para que o ambiente fique espaçoso e confortável ao mesmo tempo: 2/3 de mesas, 1/3 de pufes ou área de lounge e 1 bar para cada 200 pessoas. Pense ao máximo no conforto: opte por cadeiras confortáveis e opções para todas as idades. Veja na sua lista a quantidade de crianças, idosos. Se houver cadeirantes, cheque a estrutura de rampas.

Como organizar
Não tente imitar casamentos de amigas, famosos e revistas. Imprima sua personalidade à festa. Se escolher hotéis, cuidado: são ambientes, frios e impessoais. Capriche na decoração para imprimir aconchego. Para Roberto, o pior pecado é o excesso, seja de mobiliário ou de flores. É preciso área livre para circular. A decorada Tuca Loeb concorda. Nada pior que uma festa lotada de mesas e as pessoas sentadas. Outro pecado é o excesso dos objetos cenográficos: toalhas, luzes, mesas, castiçais e flores. “Tem que ter limite até para o exagero”, brinca a decoradora Tuca.

Flores
Roberto indica simbidiums e antúrios. No caso de um orçamento folgado,  a florista Tuca Loeb  indica orquídeas como a phalaenopsis e renanthera.  Para ela, são clássicas.. Para dar um ar contemporâneo, misture as cores e saia do monocromático branco. Para decorar um ambiente para 100 pessoas, o custo pode chegar a  R$ 30 mil. “São deslumbrantes e o efeito é impactante. Dá pra fazer paredes inteiras com a flor”, diz.

O lugar dos lírios
Para orçamentos enxutos, aposte na Ranuncula, recém-chegada no Brasil. Ela é pequena, mas dá muito charme ao conjunto. O lírio é uma opção, mas não deve ser colocado próximo à comida, pois afeta o paladar, segundo ela.

Plástico, não!
As rosas são baratas e existem em todas as cores. Outras opções: rosas colombianas, copos-de-leite, lisiantus, astromélia e buvárdias. Não use flores de plástico, nem folhas secas. Para Tuca, elas tem uma energia ruim e não compõem. Se quiser um clima bem natureza, descontraído, use folhas recém-caídas.

Cores: não tenha medo de ousar
Nada é proibido se for usado com bom gosto. De marrom a vermelho. Berinjela e lilás são hypes. Antes renegado a cor fúnebre, o roxo agora ganha destaque nos casamentos. Aposte também no laranja e não tenha medo de estamparias. Se for um casamento no campo, use chitão e vasos terracota. Amarelo não está entre as últimas tendências, mas a florista afirma que é uma cor elegante e charmosa. Forrar o teto com misturas harmoniosas também é uma opção.

Detalhes que fazem a diferença
Se os noivos adoram arte, que tal usar livros, pequenas esculturas e gaiolas? Fotos digitais dos convidados tiradas na hora em estúdios com acessórios ou colocar uma máquina de foto descartável em cada mesa são hits. O importante é criar nichos de entretenimento para todas as idades.

Tratamento VIP para os convidados
Nichos de descanso, massagem e retoque de maquiagem agora fazem parte da cenografia. Afinal, os casamentos estão cada vez mais próximos de baladas. Especialistas indicam que sejam construídos até camarins externos, se o banheiro for muito pequeno. Não esqueça dos detalhes que os noivos considerarem relevantes pra seus convivas.  De blush a camisinha, passando por remédios e absorventes. E reserve uma área para fumantes.

Fotos: Daud Pacha/Divulgação Roberto Cohen

Conheça as campeãs entre as lembrancinhas de casamento!

Passeando pela internet , olha a reportagem que li sobre lembrancinhas no site da GNT.Globo.com

A noiva estava linda, a comida era ótima e a música, animadíssima. Mas a festa de casamento se aproxima do fim e chega o momento de entregar as lembrancinhas para os convidadosSegundo a cerimonialista Rosa Niskier, o campeão na preferência dos casais ainda é o par de Havaianas personalizadas. “Algumas pessoas levam para casa, mas a maioria tira o sapato e usa os chinelos no salão mesmo”, conta ela. “Já fiz algumas festas em que foi dado um par de pantufas brancas, mas as Havaianas continuam na lista das mais pedidas”, acrescenta ela.

As sapatilhas, que fazem sucesso nas festas fora do Brasil e são encontradas até em máquinas automáticas nas portas de alguns clubs da Inglaterra, ainda não conquistaram o coração das noivas brasileiras. “Elas são muito práticas e ficam enroladas em uma embalagem fácil de carregar, mas o custo ainda é bem alto”, explica Rosa.

Os bem-casados e as balas de amêndoas são tradicionais, mas não costumam contar como lembrancinhas do grande dia. “Eles são símbolos de boa sorte, não uma recordação da festa. Quase todos os casamentos têm pelo menos um deles, mas a maioria das noivas escolhe servir os dois”, afirma Rosa. “Entre os brindes diferentes que já oferecemos, estão garrafas de água mineral com o rótulo personalizado, bolachas de chope, chaveiros, CD com músicas escolhidas pelos noivos e fotos dos convidados que podem ser retiradas na saída”, diz ela.

De acordo com a cerimonialista, o que já saiu de moda é distribuir no casamento brindes de pista de dança, como boás, colares que acendem e chapéus. “De acordo com o gosto dos noivos, o que ainda fazemos é entregar lembrancinhas temáticas, como abadás e máscaras do carnaval de Veneza, ou organizar um momento infantil”, complementa Rosa.